Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Amor procura-se!

(foto sacada da net)

 

Numa das minhas consultas ao Daily Mail – sim, continuo a não conseguir aceder ao Correio da Manhã online e recuso-me a pagar a versão impressa – li uma notícia que me deixou bastante pensativa.

 

Relata aquele pasquim que uma senhora inglesa, avó de 4 netos, apaixonou-se e casou com um jovem de 25 anos, oriundo da Gâmbia. Resumidamente, conheceu-o naquele país quando estava de férias e não percebendo que o gajo apenas queria o seu dinheiro e a possibilidade de obter um visto de residência no Reino Unido, deixou-se envolver, tendo, inclusivé voltado ao país natal do gajo para casar com ele (porque, milagre, não o deixaram entrar no Reino Unido). Claro que passado um dia, ela percebeu que tinha cometido um erro, tendo regressado ao Reino Unido sozinha, sã e salva.

 

Pois ao contrário do que possam pensar, isto não tem graça nenhuma. Não tenho vontade de rir, nem me apetece achincalhar a senhora por se ter deixado enganar.

Acho, pelo contrário, que deve ser bastante duro apercebermo-nos do envelhecimento do nosso corpo – principalmente quando ainda nos sentimos tão ágeis mentalmente – e terrível a solidão que tanta gente de idade sente. Chamemos os bois pelos nomes: ser velha e estar só deve ser desesperante. Vivo perto de um exemplo destes e não tenho a mínima dúvida que essa pessoa que eu conheço, embarcaria numa “aventura” igual e acreditaria na mesma cantiga de bandido. É um perigo, é uma pena e é tremendamente injusto.

Enfim, vidas!

publicado por Lourencinha às 12:30

link do post | favorito
De EstranhoAmor a 29 de Outubro de 2010 às 17:34
Sim, de facto.
Por isso não os incluí todos e referi a grande maioria, apenas.
Só é triste quem se entrega à tristeza, só é solitário quem não se conforma, só é deprimente quem não aceita.
Talvez eu lhe pareça muito rude, desapiedado até, mas não. Sou apenas verdadeiro.
Nasci e cresci na Natureza e depois de grandinho voltei para lá. Conheci a vida e a lei da mesma da melhor e mais sincera maneira que alguém pode conhecer. No meio da imensidão africana.
E sou velho. Tenho setenta anos, sou viúvo e vivo sozinho. Tenho duas filhas, licenciadas e vivem bem, mas não lhes infernizo a vida.
Não sinto saudade nem tristeza na minha solidão, porque boa ou má, já vivi a minha vida.
E penso assim. Acho que já vivi o suficiente e agora os outros que à vivam pois a ela têm direito. Acho que já vivi até demais. A partir de aqui não sou credor de nada e sim devedor de tudo que Deus me proporcionou.

De Lourencinha a 29 de Outubro de 2010 às 19:11
É de louvar a sua postura perante a vida, pois como deve saber, há muitos que não a têm... apenas me custa que se aproveitem da fragilidade alheia... é só isso.
Bom fim-de-semana
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ...

. ...

. Da casmurrice

. Free Hugs in Lisbon

. Da ZON

. Querem ver?

. Por acaso,

. Pois...

. Amazing

. Olá, voltei!

.arquivos

. Junho 2014

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

Todas as fotos tiradas da net, estão devidamente identificadas (desculpem, mas nem sempre consigo perceber quem é o respectivo fotógrafo).

Os textos que não forem da minha autoria, também serão devidamente identificados.

blogs SAPO

.subscrever feeds