Segunda-feira, 6 de Setembro de 2010

Tratado das coisas que me irritam solenemente IV

Eu sei que devia ser tolerante, mas não estou a conseguir.

Se há coisa que me irrita solenemente é uma mente “poucochinha”. Não estou a falar de gente burra, estou a falar de gente pequenina, "poucochinha", pronto.

 

Eu sei que é muito fácil falar dos outros, principalmente quando tivemos (e temos!) uma vidinha fácil, feliz e bem sucedida. Mas também é verdade que está sempre nas nossas mãos crescer e melhorar. E se não temos a lucidez necessária para o fazer, porque estamos cansados de levar tantos pontapés na vida, pelo menos temos obrigação de aprender as lições que o Universo nos vai dando.

 

A pessoa objecto desta minha frieza já tem idade para ter juízo. E, principalmente, já tem idade para ter aprendido um ror de coisas importantes, como por exemplo, o auto-respeito e o respeito pelos outros, pela sua autonomia e individualidade. Só que a pessoa de quem falo está demasiado ocupada a chamar a atenção sobre si mesma, tendo já se envolvido em determinadas campanhas sociais, apenas para que olhem para ela, lhe escrevam, lhe liguem e, mais importante, lhe agradeçam. É verdade que a solidão é uma dor terrível, mas muitas vezes as pessoas estão sozinhas porque afastam os outros, por mau feitio, por possessividade (eu sei que esta palavra não existe, ok?) ou por má formação.

 

A pessoa de quem falo tem uma filha que, segundo acusa diariamente, não lhe liga nenhuma. E eu, que até acho que a filha exagera um pouco no desprezo que lhe dá, não posso deixar de a compreender... é que o tal desprezo é quase uma questão de sobrevivência e de preservação da respectiva sanidade mental.

 

Imaginem que a senhora em questão, no dia em que a filha – mulher quase quarentona, independente - lhe comunica que vai viver junto com o namorado, se lembra de dizer, enquanto passeavam lá pelos lados da linha de Cascais, “uma colega minha está a pagar um balúrdio para que o pai esteja internado num determinado hospital XPTO. E tu, o que é que pensas fazer quando eu já não puder estar em casa?”

 

Depois de ouvir isto, saltou-me a tampa! Caramba, nunca conheci alguém que gostasse tanto de ser um fardo para os outros. Com que direito é que uma mãe faz uma pergunta destas a um filho? Agora o apoio da família mede-se em euros e mordomias?

 

Apesar de eu saber muito bem os pais que tenho (os melhores do mundo!), confirmo com esta gentinha medíocre, o seu enorme valor, porque os meus pais prefeririam morrer a que eu tivesse de penhorar o meu futuro por eles (o que até faria...).

tags:
publicado por Lourencinha às 11:51

link do post | dar sentença | favorito
|
4 sentenças:
De Ana a 6 de Setembro de 2010 às 13:35
Sabes, no outro dia lembrei-me que devia haver uma máquina que desse choques eléctricos a pessoas sempre que dissessem uma barbaridade... cada vez que abrissem a boca...zás...toma lá um choque para abrires a pestana!

enfim... por mais que tentemos muitas vezes não se conseguem ignorar os abortos que andam por este mundo... temos mesmo que levar com eles...

beijo grande
De Lourencinha a 6 de Setembro de 2010 às 13:45
Mas que excelente ideia!!!!
Temos que estudar a sua viabilidade no mercado ;-)
Beijos e queijos
De Ana a 7 de Setembro de 2010 às 16:10
A patente é minha!lol
De Lourencinha a 7 de Setembro de 2010 às 16:38
Claro, eu apenas sou a tua consultora jurídica, pode ser?

dar sentença

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ...

. ...

. Da casmurrice

. Free Hugs in Lisbon

. Da ZON

. Querem ver?

. Por acaso,

. Pois...

. Amazing

. Olá, voltei!

.arquivos

. Junho 2014

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Espreitadelas

Powered by website analytics technology.

.Quem está cá

online

.Quem me linka

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Todas as fotos tiradas da net, estão devidamente identificadas (desculpem, mas nem sempre consigo perceber quem é o respectivo fotógrafo).

Os textos que não forem da minha autoria, também serão devidamente identificados.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
blogs SAPO

.subscrever feeds